start up

Como escolher entre uma Startup ou um Lifestyle Business

Startup ou Lifestyle Business? O que é melhor? Quem está começando agora nessa vida de investimentos, certamente já se fez essa pergunta. Vamos ver um vídeo antes de seguir com o texto.

Primeiramente, é imprescindível saber que as Startups e Lifestyle Business têm muita coisa em comum, todavia os dois modelos de empresas podem ser bastante diferentes quanto ao objetivo.

Antes de falarmos sobre as diferenças, vamos enfatizar o que esses dois modelos de organização tem em comum.

Em algum momento os fundadores de empresas de sucesso serão abordados por compradores e investidores. E quando isso acontecer é melhor vocês estarem preparados para ganhar dinheiro com seu evento de liquidez, pois será a grande recompensa de todo o esforço que os fundadores fizeram para construir o seu negócio.

Agora que já passamos a mensagem mais importante para todos os empreendedores, vamos ver o que difere um modelo de negócio do outro, e como decidir o que é melhor para você!  

O que é startup e lifestyle business

Startup ou Lifestyle Business na série da HBO Silicon Valley.
Série incrível da HBO, Silicon Valley.

Estamos vivenciando uma onda de empreendedorismo inovador no país e está cada vez mais comum começar um projeto de startup com amigos ou companheiros de trabalho.

Não há um consenso sobre o quê define exatamente uma startup, mas de forma geral, é uma organização criada para testar e descobrir um modelo de negócio escalável e inovador, geralmente de tecnologia, e geralmente de forma mobile ou web.

Startups podem iniciar com dinheiro dos próprios fundadores, e dando prejuízo. Mas sua necessidade de ganhar escala exige que novos recursos entrem na empresa em diversas rodadas de investimento. Os fundadores trabalham muito no começo da operação de uma startup, mas podem, com o passar to tempo, assumir funções mais estratégicas ou até mesmo se retirar do negócio.

Já o lifestyle business, é um negócio que gera renda desde o momento zero de sua vida empresarial, geralmente financiado com dinheiro dos próprios acionistas (bootstrap), e que também tomam tempo dos fundadores. Ou seja os fundadores financiam o capital e também viabilizam o trabalho durante toda a vida da organização. Lifestyle Business é 100% mão na massa.

Nesse tipo de segmento, a ideia do empreendedor que toca um lifestyle business é que a empresa dele produza uma renda, e a dedicação para sua empresa acaba se tornando o seu próprio estilo de vida.

Ou seja, são conceitos parecidos pois ambos são organizações empresariais, porém, o formato de funcionamento, e sobretudo financiamento, é bem distinto. 

As diferenças entre os modelos de negócios de Startup ou Lifestyle Business

Vamos entrar numa seara um pouco mais técnica agora, para mostrar as diferenças entre estes modelos, Startup ou Lifestyle Business, e dar algumas dicas de como tratar as informações financeiras e contábeis de cada modelo. Afinal neste blog falamos sobre a importância de ter números bons para não perder dinheiro numa negociação.

Vamos aos conceitos: 

Controle geral da empresa

Startups

Sócios fundadores buscam investimento, oferecendo em troca uma participação do negócio para o novo sócio. Deixando assim uma parte da sua participação na mão de investidores, e desta forma dividindo os riscos da operação, e o obtendo conhecimentos de negócios que todo bom investidor trás para a empresa investida. 

No entanto, se você tem uma startup e quer receber um investimento, precisa saber quem são seus investidores. E podemos garantir que todo investidor sério tem uma estrutura de governança corporativa que exige que ele preste contas sobre as informações financeiras das investidas.

E é ai que o fundador de uma startup que nunca se preocupou com sua contabilidade ou com o seu departamento financeiro começa a perder dinheiro.

Mesmo que um investidor goste muito do seu negócio, se você não estiver preparado para passar por uma Diligência (espécie de auditoria) você pode perder o investimento, ou talvez precise gastar com consultores e advogados para colocar sua casa em ordem de última hora. Nossa recomendação é que você comece a se preparar agora para receber um investimento.

Lifestyle business

Na maioria das vezes, os sócios detêm o controle absoluto do negócio, assumindo lucros e também despesas.

Nestes casos a negligência com os números financeiros e contábeis pode ser ainda maior do que nas startups. No Brasil os empresários tem o péssimo costume de achar que a contabilidade só serve para pagar impostos.

Com isso contratam o escritório mais barato que encontram e acompanham o desempenho da empresa usando um relatório gerencial que jamais é conciliado com os balancetes.

O resultado é o aumento do risco de fraudes, pois relatórios gerenciais são facilmente manipuláveis e não seguem regras para seus registros. E a certeza de perda de valor em caso de venda do negócio ou entrada de um investidor.

Muita atenção se você tem um lifestyle business, como uma academia de ginástica, uma pequena transportadora, ou uma mercado regional. Ao ignorar sua contabilidade você pode estar queimando uma grande parte do dinheiro que ganharia ao vender uma parte ou toda sua empresa. E reforçamos que, mesmo para os negócios menores e sem ambições de startup, é fundamental se preparar para o evento de liquidez. Este evento é quando o empresário ganha dinheiro de verdade.

Objetivos

Startups – ESCALABILIDADE. É muito comum startups abrirem mão de lucros significativos. Ou mesmo incorrer em prejuízos, nos primeiros anos para crescer o mais rápido possível. Para conseguir este crescimento rápido, é bastante comum Startups participarem de aceleradoras ou de um hub de inovação.

Um bom exemplo disso é a Amazon que passou quase duas décadas dando prejuízo.

Lifestyle business – LUCRATIVIDADE. Como os negócios que são o estilo de vida dos empresários também geram a sua remuneração, este tipo de organização precisa dar lucro desde o momento zero. O gerenciamento do caixa é fundamental para garantir reinvestimento na empresa e retirada da remuneração dos sócios.

Estrutura do negócio 

Startups – Costumam ter uma estrutura societária mais complexa, muitas vezes no formato de sociedades anônimas no lugar de empresas limitadas. Com um maior número de sócios, investidores anjo e aceleradoras. É sempre bom envolver advogados nas alterações societárias das startups. Startups são mais complexas e podem gerar problemas na entrada de novos investidores nas rodadas subsequentes.

Lifestyle business – Neste modelo esperamos estruturas mais simples, com poucos sócios e geralmente empresas limitadas.

Conclusão sobre Startups e Lifestyle business

Apesar das diferenças, ambos modelos certamente são ótimos para começar um empreendimento. Basta definir suas prioridades, planejar o futuro, e acima de tudo, com quais processos você se identifica mais. Depois de tudo isso não deixe de se preparar para ganhar muito dinheiro com o seu principal investimento!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: